Verdecências

O olhar e o pensamento
soltos na paisagem
no vento que sopra
metáforas
por entre as folhas,
nas árvores e ramos
que estendem-se,
veias pulsantes
de emoções clorofiladas,
como se o coração do mundo
precisasse apenas de jardins
para continuar batendo.
E tudo é sopro,
broto,
essência,
vida,
alegria certa.
O olhar e o pensamento
[fascinados]
absorvem verdecências
de estética indefinível.
esplêndidas
como as tonalidades de cada manhã

Talvez seja esse o motivo
de serem sempre verdes as esperanças.

(Helena Chiarello)

Postagens mais visitadas